sexta-feira, 12 de junho de 2009


Amor à quem?



Nossas diferenças se igualam
Com as nossas ignorâncias
Nossas juras se desmentem
Com a declaração de nossas mentiras
Nosso amor se dilacera
Com a potência de nossas palavras
Nossa paixão congela
Com a nossa frigidez oportunista
E quando reaquece, tentamos.
Igualar no nosso prazer momentâneo.
Nossas verdades se extinguem
Com as nossas brigas
Nosso amor é eterno,
Porém nossa verdade variável
Busca por amor eterno...
Eternidade que não sabemos ao certo
Se realmente precisamos, ou melhor,
Se realmente queremos
Portanto, buscamos, e aceitamos,
Procuramos sempre começar, sempre um começo...
Talvez, terás um meio,
Por fim onde estas o fim?
O fim do NOSSO amor?

Um comentário:

  1. "Nosso amor é eterno,
    Porém nossa verdade variável"

    Lindo amigo!

    ResponderExcluir